Skip to content

A arte que homenageia a arte

17 de dezembro de 2010
by

Conheci o trabalho de Volker Kuhn em uma viagem há uns dois anos. Parte do trabalho do alemão é uma homenagem a grandes mestres das artes plásticas. O artista faz pequenas esculturas que remetem a diversas fases de nomes como Matisse, Miró, Yves Klein, Keith Haring, Mark Rothko e Duchamp. Este último pode ser a grande fonte de inspiração de Kuhn, já que Duchamp chegou a expor miniaturas tridimensionais de suas obras ready-made.

Emboras estas pequenas esculturas não demonstrem a parte criativa do artista, mostram, por outro lado, a forte identidade dos homenageados: é impossível não se lembrar Rothko ao encarar os retângulos de um vermelho profundo. O mesmo vale para as figuras de Haring. As formas de Matisse, então, não mentem jamais.

Para não dizer que a arte de Volker Kuhn só pode existir em função dos outros, é possível encontrar esculturas enquadradas que não remetam a outro artista que não a ele próprio. Mas aquelas que contêm isto que chamo de “homenagem” são, a meu ver, mais interessantes.

[Imagens via]

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: