Skip to content

Hello World.

20 de junho de 2011
by

 

É simples na concepção, mas é cheio de conteúdo. Falo da obra de arte Hello World de Valentin Ruhry, composta de nada mais que um monte de interruptores ligados a uma fonte energia, de maneira que aqueles que estejam no modo ligado fiquem acesos, formando a expressão Hello World. Ruhry tratou de expressar a simplicidade e o lado prosaico da tecnologia a partir do conceito de sim/não do código binário e do Hello World, que é o que é há de mais simples no ramo da linguagem de programação atual.

Tem gente que fala que pra saber se gostou ou não de uma obra de arte, deve-se perguntar: “eu a teria na minha sala?”.

Ter um painel destes em casa pode ser bem divertido!

via

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: